Ex-diretora da Saúde é presa acusada de fraude na BA

Uma ex-diretora do Departamento de Pessoal da Secretaria Municipal de Saúde de Porto Seguro, na Bahia, foi presa ontem durante a Operação Justa Causa da Polícia Federal (PF), que cumpriu um mandado de prisão e dois mandados de busca e apreensão. Ela não teve o nome revelado.

Agência Estado |

A operação, divulgada hoje, foi deflagrada com o objetivo de combater fraude envolvendo o desvio de dinheiro público por meio da contratação irregular de servidores "fantasmas" em 2006 e 2008.

As investigações duraram cerca de oito meses e, segundo a PF, confirmaram a presença de organização criminosa voltada para o desvio de recursos públicos, no montante de mais de R$ 850 mil, por meio da inserção fraudulenta de pelo menos nove servidores "fantasmas" na folha de pagamento da secretaria. Eles nunca prestaram serviço à prefeitura de Porto Seguro, mas recebiam mensalmente quantias que variavam entre R$ 5 mil e R$ 8 mil. Os servidores foram localizados, ouvidos e indiciados pela PF por formação de quadrilha e peculato.

A ex-diretora do Departamento de Pessoal da Secretaria Municipal de Saúde de Porto Seguro é acusada de patrocinar a fraude. Ela é suspeita de cadastrar indevidamente terceiros junto ao Programa Saúde da Família (PSF) como se eles prestassem serviços à municipalidade. Há a suspeita de envolvimento de outros ex-gestores municipais, cuja participação será aprofundada no decorrer das investigações.

Durante as diligências de busca foram apreendidos, na prefeitura de Porto Seguro, um equipamento de informática utilizado pela ex-diretora do Departamento de Pessoal da Prefeitura e, na residência do ex-Secretário Municipal de Saúde, que também não teve o nome revelado, várias mídias e dezenas de caixas de documentos.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG