Ex-diretora da Gautama fica calada em depoimento à CPI

A ex-diretora comercial da Construtora Gautama, Maria de Fátima Palmeira, foi ouvida hoje na sede da Polícia Federal (PF), em Maceió, por três deputados distritais que integram a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Gautama, aberta para apurar denúncias de irregularidades na execução de obras no Distrito Federal, realizadas com recursos federais. Ela estava acompanhada do advogado Fábio Ferrario e se reservou no direito de não dizer nada.

Agência Estado |

Os deputados distritais Bispo Renato (PR), Júnior Bruneli (DEM) e Cabo Patrício (PT), que participaram do depoimento, afirmaram que a ex-diretora apresentou um habeas-corpus que lhe dava o direito ao silêncio. Segundo eles, a ex-diretora será indiciada, uma vez que já foi revelada a sua suposta participação no desvio de R$ 3,5 milhões - de um montante de R$ 145 milhões liberados pelo Ministério da Integração Nacional para obras de macrodrenagem da Bacia do Rio Preto, no Distrito Federal.

"Infelizmente, demos viagem perdida, porque a ex-diretora da Gautama se recusou a responder as perguntas. Mesmo assim ela será indiciada, a exemplo dos demais envolvidos nesse escândalo", afirmou Cabo Patrício. Segundo ele, a CPI deve ser concluída no dia 12 de maio, com o indiciamento de todos os envolvidos. Os três deputados disseram ainda vão ouvir amanhã, em Salvador (BA), o depoimento do empresário Zuleiro Veras e de dois funcionários da construtora. "O depoimento do dono da construtora está marcado para 17 horas, na sede da Polícia Federal da capital baiana", afirmou Patrício.

Operação Navalha

O golpe foi descoberto durante a Operação Navalha, da PF. Foram presos o empresário Zuleido Veras e Maria de Fátima Palmeira, assim como políticos e agentes públicos, acusados de envolvimento no desvio de recursos federais destinados a obras públicas. Na ocasião, dois ex-secretários do governo de Teotonio Vilela Filho (PSDB) - Adeilson Bezerra e Enéas Alencastro - também foram parar na cadeia por uns dias, acusados de ligação com o esquema.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG