PARANÁ - O ex-deputado estadual do Paraná Fernado Ribas Carli Filho, que se envolveu em um acidente com dois mortos, foi indiciado por duplo homicídio com dolo eventual, quando se assume o risco de uma conduta.

Na terça-feira, Carli Filho prestou depoimento ao delegado Armando Braga de Moraes Neto, da Delegacia de Delitos de Trânsito (Dedetran) de Curitiba, em um hotel de São Paulo.

Segundo o delegado, o depoimento contribuiu "muito pouco" para o inquérito. "Ele disse que não tem recordação sobre os fatos", afirmou. Antes do acidente, Carli Filho disse lembrar apenas que fez uma visita ao pai, mas não soube precisar em que dia isso aconteceu. Depois do acidente, a primeira recordação que declarou ter é de estar em um quarto branco e de ser informado de que se tratava de uma Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).

O delegado acrescentou ainda que o ex-deputado disse não lembrar se consumiu bebida alcoólica na noite em que aconteceu o acidente, nem por onde transitou com o carro e muito menos a velocidade com que dirigia. "A perda da memória, segundo os médicos, é decorrente do acidente e da forte lesão na cabeça", destacou Moraes Neto. Carli Filho teria se disposto a prestar mais informações depois que melhorar o estado de saúde.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Paraná, o próximo passo será a reconstituição do acidente. Depois disso, juntaremos os laudos e finalizaremos o inquérito já com o indiciamento do ex-deputado por homicídio com dolo eventual. O inquérito será remetido ao Ministério Público, que tomará as providências finais, explicou o delegado Braga.

Sobre os 130 pontos acumulados na carteira de habilitação, em virtude das multas, o delegado afirmou que o deputado alegou que vários assessores dirigiam o carro, por conta da campanha eleitoral em 2006. Ele garantiu, ainda, que apresentou recursos, mas que não foi formalmente notificado para que entregasse sua carteira de habilitação", disse.

Assista ao vídeo:

O acidente

Mesmo com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) suspensa por excesso de multas, o deputado estadual Fernando Ribas Carli Filho (PSB) se envolveu num acidente que deixou dois mortos na madrugada do dia 7 de maio, em Curitiba, no Paraná. 

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) do Estado informou que o acidente aconteceu em uma esquina, quando o veículo dirigido pelo deputado se chocou contra um carro. Os dois ocupantes do automóvel atingido pelo veículo do parlamentar, Gilmar Rafael Souza Yared, de 26 anos, e Carlos Murilo de Almeida, de 20 anos, morreram no local.

Laudo do Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba aponta que o deputado estadual estava com 7,8 decigramas de álcool por litro de sangue, duas horas após ter se envolvido no acidente. De acordo com a legislação, 6 decigramas de álcool já caracterizam crime.

Leia mais sobre: Carli Filho

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.