Evento em SP discute restauro e digitalização de livros

Para apresentar o projeto digital da Brasiliana USP, será realizado de hoje até quinta-feira o seminário Mindlin 2009 - Livros, Leitura e Novas Tecnologias, encontro que vai compartilhar a experiência de especialistas estrangeiros e nacionais em conservação, restauro e digitalização de livros. Coordenado pelos historiadores István Jancsó e Pedro Puntoni, o evento ocorre no Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo (USP).

Agência Estado |

A Brasiliana USP se origina com a doação da Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin, um dos acervos bibliográficos privados mais valiosos do País. A biblioteca, cuja construção está em curso, vai abrigar os 17 mil títulos de Mindlin, além da coleção da universidade. A inauguração será em julho de 2010. A versão online da Brasiliana pretende ampliar o acesso digital de instituições públicas e privadas brasileiras. Até o fim de 2010, serão digitalizadas 4 mil obras e 30 mil imagens. A intenção é que a pesquisa online seja integral: o interessado pode ver no computador todos os detalhes do livro e fazer buscas por palavras, frases ou até trechos.

O seminário começa às 14 h de hoje, com homenagem a José Mindlin. Amanhã, as mesas iniciam às 10 horas, com Daniel de Simone, diretor da Rare Books and Special Collections Division, da Library of Congress, em Washington. Edson Gomi, coordenador do Laboratório de Engenharia de Conhecimento, expõe o aprendizado com a implementação do projeto Brasiliana USP. Na quinta, às 10 horas, Helena Simões Patrício debate os sistemas de informação da Biblioteca Nacional de Portugal. Jean Claude Guedón, professor da Universidade Montreal, fecha o seminário debatendo políticas de digitalização. Mais informações podem ser obtidas no site da Brasiliana USP .

    Leia tudo sobre: literatura

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG