EUA: jornal New York Times vai despedir 100 jornalistas até o final do ano

O New York Times Co. planeja eliminar 100 vagas de jornalistas em sua redação, o que corresponde a cerca de 8% do total, até o final do ano, anunciou o jornal nesta segunda-feira.

AFP |

O NY Times informou que a direção trabalhará com planos de aposentadoria voluntária - incluindo jornalistas sindicalizados ou não.

Os profissionais terão um prazo de 45 dias para decidir se aceitam ou não os planos.

O Times realizou um programa semelhante de aposentadorias voluntárias no ano passado, reduzindo sua redação de 1.330 a 1.250 jornalistas, além de cortar os salários em 5%.

Assim como outros diários americanos, o Times enfrenta uma crescente redução de sua receita com publicidade, além da migração de leitores para as páginas gratuitas na internet.

O New York Times Co. anunciou semana passada a decisão de não vender o jornal The Boston Globe (Massachusetts, nordeste), em déficit, depois de comprar o matutito em 1993 por 1,1 bilhão de dólares.

O grupo Times Co. completou recentemente a venda com leasing de parte de sua sede - um prédio em Manhattan, para abater seu passivo.

Também recebeu um empréstimo de 250 milhões de dólares do milionário mexicano Carlos Slim.

A empresa busca, também, comprador para sua parte de 17,75% no grupo New England Sports Ventures, proprietário do time de beisebol Boston Red Sox e seu emblemático estádio, o Fenway Park.

cl/ag/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG