EUA: atores e produtores negociam, mas sem previsão de acordo

Sem qualquer tipo de acordo à vista, os atores de Hollywood continuarão negociando na próxima semana os termos de seu contrato com a aliança de produtores, anunciaram as partes nesta sexta-feira, após três semanas de conversações.

AFP |

O Sindicato dos Atores de Cinema e Televisão (SAG) e a Aliança de Produtores de Cinema e Televisão (AMPTP) começaram a negociar no dia 15 de abril e desde então a imprensa especializada tem especulado sobre os obstáculos entre os dois lados para chegar a um acordo.

Em um comunicado conjunto emitido nesta sexta-feira, o SAG e a AMPTP anunciaram sua decisão de continuar negociando na próxima semana.

"Ainda que as duas partes tenham passado uma grande quantidade de tempo na sala de negociações, ainda não estamos perto de um acordo", afimou a AMPTP em um comunicado na quarta-feira.

No dia 30 de junho vence o contrato que une a SAG e a AMPTP e que define as condições salariais dos atores que trabalham no cinema e na televisão nos Estados Unidos.

Nomes de peso como George Clooney e Meryl Streep pressionaram o SAG nos últimos meses para que as negociações fossem iniciadas o mais rápido possível, evitando assim o risco de uma nova paralisação na indústria, que ainda não se recuperou totalmente da greve dos roteiristas, que durou quase quatro meses.

O Sindicato dos Atores, da mesma forma que os roteiristas em greve, buscam aumentos salariais relativos às vendas de filmes e séries divulgados nas novas plataformas digitais e em sites.



    Leia tudo sobre: cinema

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG