Esvaziado, Congresso retoma trabalhos após recesso

Poucos parlamentares apareceram hoje no Congresso, primeiro dia do segundo semestre legislativo. Depois de 14 dias de recesso, as sessões da Câmara e do Senado foram abertas hoje pela manhã, mas os trabalhos efetivos só serão retomados na próxima semana.

Agência Estado |

As sessões de hoje são apenas para discursos. No plenário do Senado estavam presentes os senadores Eduardo Suplicy (PT-SP), José Sarney (PMDB-AP), Efraim Moraes (DEM-PB), Epitácio Cafeteira (PTB-MA), Gim Argello (PTB-DF) e Aldemir Santana (DEM-DF).

Na Câmara, quando a sessão foi aberta, às 9h, estavam presentes os deputados Mauro Benevides (PMDB-CE), Jofran Frejat (PR-DF), Sarney Filho (PV-MA), Flávio Bezerra (PMDB-CE) e Davi Alves Silva (PDT-MA). Os presidentes do Senado, Garibaldi Alves (PMDB-RN), e da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), não estão em Brasília.

Garibaldi marcou reunião com os líderes partidários na próxima terça-feira para definir a pauta de votações de agosto e de setembro, meses que antecedem as eleições municipais. Chinaglia marcou sessões com votação para as próximas duas semanas, de segunda a quinta-feira. Na próxima segunda-feira, quando os trabalhos serão retomados, haverá três medidas provisórias trancando a pauta e mais dois projetos de lei enviados pelo Executivo em regime de urgência, portanto, com preferência de votação após as MPs: o que cria cargos para a Superintendência de Seguros Privados (Susep) e o que trata da incidência de Imposto de Renda para transportadores de carga residentes no Paraguai.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG