Estudo revela que depressão interfere na libido feminina

O Estudo Mosaico Brasil, realizado em 2008, do Projeto Sexualidade (ProSex) do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas de São Paulo, confirmou que a depressão interfere na libido feminina. Coordenada pela psiquiatra Carmita Abdo, a pesquisa avaliou o comportamento afetivo-sexual de mais de 8.

Agência Estado |

200 brasileiros, sendo 49% do sexo feminino. De acordo com Carmita, a depressão afeta a produção e liberação de hormônios sexuais, interferindo diretamente sobre a libido feminina.

As mulheres entre 41 e 50 anos em tratamento para depressão foram comparadas com aquelas que não estavam em tratamento. Entre as participantes em tratamento, o estudo indicou inibição de excitação sexual em 22,6%, contra 15,4% entre as que não passavam pelo mesmo problema. Segundo informações do ProSex, metade das mulheres que procuram o projeto sofre de baixo desejo sexual. Entre elas, 40% estão ou já estiveram em tratamento para depressão.

AE

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG