Oitenta e cinco por cento dos jovens entre 12 e 22 anos são contrários ao fumo em ambientes fechados, segundo pesquisa encomendada pela Aliança de Controle do Tabagismo (ACT) ao DataFolha. Entre os jovens fumantes, o índice também é alto; 63% querem espaços livres de fumo.

Os pesquisadores entrevistaram cerca de 560 jovens de ambos os sexos, sendo que 13% fumam.

A aprovação dos espaços livres do cigarro varia de acordo com o local. Em bares, 60% dos jovens são contrários ao fumo e 32% a favor; em casas noturnas, 62% são contrários, enquanto 31% são favoráveis. Em lanchonetes, o índice de reprovação vai a 88% dos entrevistados, 10% são favoráveis ao fumo nesses locais. Em restaurantes, 90% são contra o fumo e 8% a favor.

Entre as seis capitais pesquisadas, Porto Alegre tem maior porcentual de fumantes jovens: 28%. Em seguida aparece São Paulo (13%), Rio (12%), Salvador (10%), Belo Horizonte e Brasília (6%). Na faixa etária de 12 e 14 anos, 3% revelaram que já são fumantes. Essa taxa sobe para 11% entre os entrevistados de 15 a 17 anos e chega aos 19% entre os que têm entre 18 e 22 anos.

AE

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.