Publicidade
Publicidade - Super banner
Brasil
enhanced by Google
 

Estudo indica que atividade física melhora memória em adultos

Praticar atividade física pode melhorar a função cognitiva em adultos com problemas de memória, concluiu estudo publicado no Journal of the American Medical Association (Jama) e divulgado pela Agência Fapesp. Os pesquisadores verificaram que um programa de pelo menos 150 minutos por semana de atividades físicas de intensidade moderada divididas em três dias ajuda a reduzir o declínio cognitivo e o risco de demência.

Agência Estado |

A atividade mais recomendada é caminhar.

Os cientistas, da Universidade de Melbourne, acompanharam 138 adultos com mais de 50 anos que relataram problemas de memória, divididos em um grupo que realizou o programa de atividades e outro que tinha cuidados comuns. O experimento acompanhou os grupos por 24 semanas.

Ao fim do período, os participantes do grupo que se exercitou apresentaram maiores notas na escala Adas-Cog, usada em pacientes com Alzheimer, composta por uma série de testes, durante 18 meses. Segundo os autores, esse é o primeiro estudo a demonstrar as melhorias da atividade física em adultos mais velhos com pequenas perdas cognitivas. Os benefícios, indicam os especialistas da Universidade de Melbourne, persistiram por pelo menos 12 meses após o fim da intervenção.

Além da vantagem sobre os medicamentos em relação à função cognitiva, os cientistas acrescentam que a atividade física também é benéfica contra depressão, a favor da qualidade de vida, diminuição de quedas e função cardiovascular, informou a Agência Fapesp.

AE

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG