Estudo indica mais sexo para casais com problemas de infertilidade

Num estudo com 118 homens australianos com anomalias de esperma, os médicos descobriram que fazer sexo todos os dias por uma semana reduz significativamente a quantidade de danos do DNA no esperma de seus pacientes. Estudos anteriores estabeleceram a ligação entre melhor qualidade do esperma com altas taxas de gravidez.

Agência Estado |

A pesquisa foi divulgada na terça-feira durante uma reunião da Sociedade Europeia para Reprodução Humana e Embriologia de Amsterdã. O doutor David Greening da Sydney IVF, uma clínica particular de fertilidade na Austrália, e seus colegas observaram 118 homens com anomalias no esperma. Greening e seus colegas disseram aos homens para fazer sexo todos os dias por uma semana. Depois de sete dias, os médicos descobriram que em 81% dos homens houve queda de 12% na quantidade de anomalias no esperma.

Muitos especialistas em fertilidade sugerem que os homens se abstenham de sexo antes de suas parceiras passarem por fertilização in vitro para tentar elevar suas contagens de esperma. A qualidade do esperma também pode ser melhorada se os homens não fumarem, ingerirem álcool moderadamente, se exercitarem ou ingerirem mais antioxidantes.

Desde que concluiu o estudo, Greening disse que agora instrui todos os casais que procuram conselhos sobre fertilidade a começar a fazer mais sexo. Greening disse que as descobertas do estudo foram, no final das contas, muito intuitivas. "Se você quer ter um bebê, nosso conselho é fazer (sexo) com frequência."

AE-AP

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG