Estudo dos EUA mostra Brasil líder em desmatamento

O Brasil foi responsável por 47,8% do desmatamento de florestas tropicais úmidas entre 2000 e 2005, quatro vezes mais do que o segundo colocado, a Indonésia, com 12,8%. O ranking foi apresentado em uma pesquisa que será divulgada esta semana na edição digital da revista científica americana Proceedings of the National Academy of Sciences (www.

Agência Estado |

pnas.org).

Conforme o levantamento, no mundo a área desmatada acumulada no período foi de 272 mil km², mais do que os territórios dos Estados de São Paulo e Sergipe juntos. A pesquisa estimou que a taxa anual de desmatamento no Brasil foi de 26 mil km². Na Indonésia, foi de 7 mil km². “Não há novidade no dado sobre o Brasil. É o valor esperado”, explica o pesquisador sênior do Imazon, Adalberto Veríssimo. “O grande mérito foi ter calculado o desmatamento nos outros países. Assim, é possível estabelecer uma comparação.”

O diretor de Políticas Públicas de Controle do Desmatamento do Ministério do Meio Ambiente, André Lima, questiona a taxa anual para o Brasil. Ele explica que, segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o valor correto seria 21,45 mil km².

Segundo a pesquisa americana, cerca de 55% do desmatamento está concentrado em apenas 6% das florestas tropicais úmidas, configurando essas regiões como hotspots - áreas com grande biodiversidade e altamente ameaçadas. Veríssimo aproveita para reafirmar a responsabilidade do País. “Temos um terço das florestas tropicais úmidas do mundo e quase metade do desmatamento”, compara. “É desproporcional. Temos uma grande responsabilidade diante dos demais países.” As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG