Estúdios de Hollywood correm contra o tempo para fechar acordo com atores

A aliança dos estúdios de cinema de Hollywood disse nesta quinta-feira se sentir frustrada e desmoralizada com a posição do principal sindicato de atores, o SAG, com os quais, após 28 dias de discussões, um acordo parece cada vez mais difícil.

AFP |

Na Aliança de Produtores de Filmes e Televisão (AMPTP), "nós estamos frustrados e desmoralizados com que, em 12 de junho, faltando 18 dias para o fim do mês, os líderes do SAG em Hollywood já estejam dizendo que parece improvável alcançar um acordo até 30 de junho", quando expira o prazo do contrato.

A falta de um consenso pode levar ao início de uma greve no setor.

Após destacar que "estiveram negociando com o SAG por 28 dias, desde 15 de abril de 2008", a AMPTP confirma seu interesse em continuar trabalhando para evitar uma greve a todo custo.

"Continuamos comprometidos com trabalhar tão forte quanto pudermos para chegar ao nosso quinto acordo trabalhista em 30 de junho de 2008", frisou a associação, que reúne e defende os interesses dos principais estúdios de cinema de Hollywood.

Ainda não houve reações por parte do SAG.

A aproximação do fim do prazo das negociações desse contrato reaviva a lembrança da longa greve de roteiristas de Hollywood, que causou milionários prejuízos à indústria do entretenimento nos EUA, entre novembro de 2007 e fevereiro deste ano.

Leia mais sobre: Hollywood

    Leia tudo sobre: hollywood

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG