Estúdio onde Stones e Hendrix gravaram pode fechar

LONDRES ¿ Um dos mais famosos estúdios londrinos, o Olympic, onde gravaram nomes como Rolling Stones, Jimi Hendrix e Led Zeppelin, pode fechar por problemas financeiros.

EFE |

Sua proprietária, a companhia fonográfica EMI, faz atualmente consultas com a equipe sobre o futuro dos estúdios no bairro de Barnes, no oeste de Londres, porque eles não geram lucro, informa hoje o jornal "Evening Standard".

"A realidade é que esses estúdios não são rentáveis, como muitos outros britânicos", disse uma fonte, segundo a qual "não há tanto negócio quanto antes, e não parece que a situação vá melhorar".

Se ocorrer o pior, o Olympic seguiria os passos de uma série de estúdios que fecharam ou foram vendidos este ano, como o Townhouse, o Heathman's Mastering e o Alchemy.

A ameaça de fechamento originou uma onda de nostalgia e críticas nos portais de internet.

A EMI segue, no entanto, comprometida com a manutenção dos estúdios de Abbey Road, talvez o mais famoso de todos, onde gravaram Beatles, Oasis, Pink Floyd, Green Day e U2.

Os Olympic Sound Studios abriram no final dos anos 50 e em 1966 se transferiram para sua sede atual. Uma das primeiras bandas a utilizar suas instalações foram os Rolling Stones para seu álbum "Between the Buttons" e os seguintes: "Beggars Banquet", "Let It Bleed" e "Sticky Fingers".

Led Zeppelin gravou ali seu primeiro disco em 1968 e também os álbuns posteriores até 1975. Jimi Hendrix os utilizou para o álbum "Are you Experienced?" e nos anos 70 Andrew Lloyd Webber e Tim Rice gravaram lá seu musical rock "Jesus Christ Superstar".

Outros clientes desses estúdios foram Eric Clapton, que gravou "Wonderful Tonight", Duran Duran, Roxy Music, Spandau Ballet, Barbra Streisand e Matt Monroe.

    Leia tudo sobre: música

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG