Estudantes viram deputados por um dia e aprovam projetos na Câmara

Brasília - O estudante Carlos Marcus da Silva, 14 anos, vai à escola todos os dias em um caminhão pau-de-arara. Morador da zona rural de Iracema (CE), quando o transporte não vem, ele enfrenta de bicicleta um percurso de oito quilômetros para chegar à Escola Estadual Deputado Joaquim Figueiredo de Oliveira, onde cursa o 9º ano. Mas, nesta quinta-feira, Carlos teve um dia diferente: foi à Brasília ser um deputado por um dia. Ele foi um dos 420 estudantes que participaram da edição 2009 do Câmara Mirim.

Agência Brasil |

Para participar do programa, promovido pelo site infantil da Câmara, o Plenarinho, as crianças e adolescentes precisam enviar um projeto de lei fictício. Os três melhores são escolhidos e vão à votação em plenário. O projeto de Carlos determina que todos os conselheiros tutelares tenham ensino superior. Essas mudanças são necessárias para melhorar a defesa dos direitos das crianças e dos adolescentes, defendeu.

Agência Brasil
Brasília - Estudantes de 7 a 15 anos participam de sessão especial no plenário da Câmara pelo projeto Câmara Mirim Foto: Antonio Cruz/ABr
Estudantes de 7 a 15 anos participam de sessão especial no plenário da Câmara pelo projeto Câmara Mirim Foto: Antonio Cruz/ABr

De acordo com o coordenador da escola de Carlos, Antônio Marcos Lima, o tema surgiu porque o conselho tutelar é muito presente no dia da dia de alunos e professores. Nós temos muitas famílias desestruturadas, por isso recorremos sempre ao conselho. Quando uma criança começa a faltar muito chamamos os conselheiros para intervir, explicou.

Segundo Lima, a escola que atende crianças carentes é muito envolvida em projetos como o Câmara Mirim. A gente se inscreve em tudo. Acho que o bom resultado é fruto do nosso trabalho. Os gestores e professores trabalham muito de perto com os alunos, disse.

Além do projeto sobre a melhoria dos conselhos tutelares, mais duas matérias foram votadas e aprovadas. O projeto de lei de João Pedro Mello, de 13 anos, aluno do Colégio Marista João Paulo II, de Brasília (DF), proíbe o fumo perto de crianças. Já Richard Oliveira, de 14 anos, aluno da Escola Elizabeth de Paula Honorato, de São José dos Campos (SP), apresentou um projeto para que todos os prédios públicos reaproveitem a água da chuva.

Carlos disse que quando crescer quer ser deputado para poder melhorar a vida das pessoas. Filho de agricultores que praticamente não sabem ler nem escrever, ele quer que todas as tenham aquela oportunidade de serem alfabetizadas.

Leia mais sobre: Câmara

    Leia tudo sobre: brasiliacâmaracâmara dos deputados

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG