Estudantes invadem universidades no Pará e no Ceará

SÃO PAULO - Estudantes invadiram, na manhã desta sexta-feira, as reitorias da Universidade Estadual do Pará (UEPA) e a Federal do Ceará (UFC). Segundo a reitoria da UFPA, o movimento é conduzido por não-alunos. A administração da UFC considera a invasão um ato violento.

Redação |

As 200 pessoas que invadiram a reitoria da UEPA protestam contra a intervenção da governadora Ana Júlia (PT), que, segundo os estudantes, "dá continuidade aos ataques dos antigos governos (PSDB) à autonomia e à qualidade da educação na universidade".

Os estudantes afirmam que as eleições na universidade são controladas pelo governo e aponta problemas administrativos, como desvio de verbas, na universidade.

A reitoria diz que novas eleições dependem de uma definição jurídica, já que o processo eletivo da está suspenso por conta de acusações trocadas por dois candidatos. A auditoria nas contas da Universidade já está acontecendo com a colaboração da Auditoria Geral do Estado (AGE). 

Segundo representantes do órgão máximo de representação estudantil, o Diretório Central dos Estudantes (DCE), a maioria dos ocupantes não são estudantes da UEPA e sim membros de partidos políticos e de outras instituições de ensino, inclusive, privadas. Segundo o Diretório, os alunos regularmente matriculados na UEPA são contrários ao movimento e não querem a paralisação da Universidade.

Ceará

Na UFC, 400 estudantes invadiram a reitoria em repúdio à maneira com que se aprovou o projeto de adesão da UFC ao Reuni.

Segundo estudantes, a aprovação do Reuni se deu na sexta-feira, 19 de outubro, durante a reunião do Consuni, orgão deliberativo da UFC. Os estudantes afirmam que a comunidade universitária foi impedida de participar da reunião.

A reitoria afirma que 600 metros de muros foram derrubados na invasão, "não tendo a ação predatória se estendido ainda mais por conta da rápida e serena intervenção da guarda de segurança da Universidade".

Em nota, a reitoria afirma que está encaminhando à Justiça, nesta sexta-feira, pedido de reintegração de posse.

Leia amis sobre: UFC - UEPA

    Leia tudo sobre: uepaufc

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG