Estudantes invadem reitoria da UFMG

BELO HORIZONTE - Estudantes invadiram a reitoria da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) na tarde desta segunda-feira. Eles protestam contra a entrada de policiais na universidade durante um evento realizado na última quinta-feira.

Redação |

Segundo os alunos, há cerca de 400 manifestantes no local. Número contestado pela administração da universidade, que calcula que tenha cerca de 120 estudantes.

Os estudantes solicitam explicações da Universidade a respeito da entrada da Polícia Militar no campus Pampulha na última quinta-feira durante a exibição de um filme no Instituto de Geociências (IGC), e audiência pública com o reitor Ronaldo Tadêu Pena e a vice-reitora Heloísa Starling.

Os estudantes pedem, ainda, a abertura de inquérito administrativo para apurar e punir os responsáveis pela entrada da PM no campus Pampulha, com comissão paritária composta por funcionários, professores e estudantes; que a Universidade formalize denúncia na Corregedoria da Polícia Militar; além da suspensão dos processos administrativos contra os estudantes que participaram de outras manifestações.

Em nota oficial, divulgada pela Reitoria no dia 5 de abril, a reitora em exercicio, Heloísa Starling, lamenta a ocorrência dos fatos e afirma repudiar qualquer ação de violência praticada e diz que não autorizou nem a presença nem a ação da Polícia Militar.

Na própria sexta-feira, foi nomeada uma comissão de sindicância para apurar os fatos relacionados à presença da Polícia Militar de Minas Gerais no Instituto de Geociências (IGC), no campus Pampulha.

Violência

Segundo alunos, a entrada da polícia foi violenta e impedia que estudantes, professores e funcionários entrassem ou saíssem do campus. Duas meninas teriam ficado feridas e teriam sido encaminhadas para um hospital da região.

Leia mais sobre: ocupação UFMG

    Leia tudo sobre: ufmg

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG