Estudantes esperam prova do Enem menos cansativa

Pouco antes das 12 horas, no prédio da Uniban, na Vila Carrão, zona leste de São Paulo, já era grande a movimentação de vestibulandos para a realização da prova do segundo dia do Exame Nacional do Ensino Médico (Enem). A expectativa de muitos inscritos é que a prova de hoje seja menos cansativa e com textos menores dos que os de ontem.

Agência Estado |

"Hoje tem matemática. Não deve trazer enunciados muitos longos", acredita a estudante Isadora Rodrigues, de 17 anos, que conta com o Enem para passar à segunda fase da Unifesp em Biologia.

Além de matemática, haverá a prova de Linguagens e também a redação. "Pretendo deixar a redação por último, porque não será levada em conta na Unifesp", disse Isadora.

Os estudantes terão das 13 às 18h30 para a resolução da prova. O estudante Jefferson de Azevedo Silva, de 19 anos, comemora o prazo maior. "Ontem que tive que dar uma corrida no final, com muitas questões", diz ele, que pretende começar a prova pela redação.

Izadora Benedito, de 18 anos, que pretende usar o Enem para garantir uma bolsa no ProUni para cursar hotelaria, está confiante. "Quem está realmente preparado faz o Enem numa boa", diz.

Os portões devem ser fechados às 12h55. Ontem, no primeiro dia de prova, muitos ficaram para fora por causa de atraso. Em alguns locais houve princípio de confusão e a até a polícia foi chamada.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG