Estudantes da UnB decidem manter ocupação até promessa de novas eleições

BRASÍLIA - Os estudantes que ocupam a reitoria da Universidade de Brasília (UnB) desde o dia 3 deste mês decidiram manter a mobilização até que o Conselho Universitário da UnB (Consuni) se comprometa com eleições diretas para a reitoria e com paridade, ou seja, com o peso dos votos dos estudantes equivalente ao dos funcionários e professores. A decisão aconteceu em assembléia com participação de cerca de 1400 alunos, minutos antes do inicio na reunião próprio Consuni.

Rodrigo Ledo ¿ Último Segundo/Santafé Idéias |

Embora houvesse propostas para a desocupação do prédio da reitoria, em virtude de vitorias obtidas como a renúncia do reitor Timothy Mulholland, a esmagadora maioria dos universitários analisou que seria um risco perder o instrumento de pressão antes de arrancarem a promessa de eleições diretas e paritárias na UnB. Na mesma assembléia, os manifestantes convocaram uma nova reunião de deliberação para a próxima quarta-feira.

Paralelamente, o Consuni, formado em sua maioria por professores, mas também por funcionários e alunos, irá discutir ao longo da tarde desta segunda-feira possíveis nomes para o cargo de reitor temporário, conforme determinou o ministro da Educação, Fernando Haddad.

O ministro deu o prazo de até o fim da tarde desta terça-feira para que o Consuni escolha um nome de consenso para o cargo de reitor temporário que irá convocar as eleições para a reitoria.

Leia mais sobre: UnB

    Leia tudo sobre: unb

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG