SÃO PAULO - A Secretaria de Saúde de Guarulhos informou, nesta sexta-feira, que deu negativo o resultado do exame para detectar se Jacqueline Ruas, de 15 anos, que http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2009/08/02/adolescente+morre+em+voo+de+volta+da+disney+para+sp+7641919.htmlmorreu durante voo ao Brasil no início do mês, tinha gripe suína (http://ultimosegundo.ig.com.br/gripesuina/2009/04/30/gripe+suina+oms+decide+adotar+a+denominacao+gripe+a+h1n1+5867930.html target=_toprebatizada de gripe A H1N1 pela OMS).

O exame foi realizado pelo Instituto Adolfo Lutz em restos coletados pelo Instituto Médico Legal (IML) de Guarulhos. De acordo com o resultado, Jacqueline não foi infectada pelo vírus da "gripe suína" e nem tinha gripe comum.

O resultado deste exame complementa o já realizado pelo Celebration Hospital, de Orlando, nos Estados Unidos, quando a menina passou mal durante a excursão e foi atendida. O exame do hospital norte-americano também deu negativo para a "gripe suína".

Um dia antes de embarcar para voltar ao Brasil, o diagnóstico do hospital americano afirmava que a jovem teria apresentado pneumonia e que, se voltasse a apresentar cansaço ou febre, deveria voltar ao Hospital. No entanto, o hospital avaliou que o quadro de saúde de Jaqueline era estável e concedeu alta à jovem.

Segundo o laudo preliminar divulgado pelo IML de Guarulhos, Jacqueline morreu de infecção generalizada provocada por uma pneumonia.

O exame foi refeito no Brasil porque os testes rápidos usados para detectar o vírus da "gripe suína" apresentam resultados incorretos em cerca de 50% dos casos, segundo um diretor da Anvisa. Além disso, um dos passageiros da excursão obteve resultado positivo para a nova gripe.

A morte

Jacqueline Ruas morreu após passar mal em um voo da companhia aérea Copa Airlines, que saiu de Miami com destino a São Paulo. A menina voltava de uma excursão ao parque de diversões da Disney, em Orlando, nos Estados Unidos.

Segundo Felipe Fortunato, responsável pela excursão, Jaqueline começou a passar mal na viagem entre Panamá e Guarulhos, após a conexão no país. O avião que trazia o grupo de volta ao Brasil pousou às 5h44 no Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos. A jovem teria morrido uma hora antes de o avião pousar.

A excursão começou no dia 19 de julho, programada para durar 12 dias. De acordo com Fortunato, no dia 30 de julho a adolescente foi levada ao Celebration Hospital, em Orlando, apresentando sintomas como náuseas e dores pelo corpo. A adolescente passou cerca de seis horas no hospital e, depois, foi liberada para seguir viagem.

AE
Mãe de Jacqueline Ruas passou mal durante enterro na Grande São Paulo 
Segundo informações da Copa Airlines, a adolescente recebeu os primeiros socorros ainda dentro da aeronave. De acordo com a nota da empresa aérea, ao perceber que a passageira estava passando mal, "a tripulação solicitou a presença de um médico a bordo. Dois profissionais se apresentaram e aplicaram na passageira os primeiros socorros, dando a atenção médica devida".

Outra medida adotada foi a de comunicar sobre o ocorrido ao aeroporto de Cumbica, para que a passageira recebesse a devida assistência médica tão logo ocorresse a aterrissagem do avião em São Paulo, que teve prioridade para o pouso, segundo Fortunato.

Assim que aterrissou, a aeronave foi recebida por profissionais do Posto Médico do aeroporto de Guarulhos, que constatou a morte da adolescente.

Leia mais sobre : pneumonia

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.