Estudante pernambucano passa bem após sofrer cirurgia inédita

RECIFE- Passa bem o estudante pernambucano, Marcos José de Oliveira, 25 anos, submetido a uma cirurgia para receber um marca-passo diafragmático. Após a operação o aparelho foi testado e está funcionado normalmente. O jovem que ficou tetraplégico ao ser atingindo por um tiro após um assalto, foi o primeiro brasileiro a ser submetido a essa cirurgia. A operação durou cerca de 6 horas e foi realizada no Hospital Real Português, no Recife.

Agencia Nordeste |

De acordo com a tia de Marcos, Gersina Primo, o estudante saiu do centro cirúrgico acordado. "Ele saiu lúcido, precisou ser sedado, porque demonstrou está incomodado com os tubos, mas graças a Deus, a cirurgia foi um sucesso", afirmou.

A tia do paciente, ainda falou que retirada de aparelhos deverá ser gradual. "Esperamos que daqui a seis meses ele esteja respirando sem auxílio de aparelhos. Estamos muito confiantes", afirmou. A recuperação do estudante vai depender da estimulação do marca-passo no diafragma. A expectativa é de que com o tempo ele possa respirar com menos equipamentos, até se liberar em definitivo dos aparelhos.

O marca-passo, além de facilitar a respiração de Marcos, vai possibilitar outros tratamentos, como o de fisioterapia. Por causa dos aparelhos respiratórios, Marcos tinha que permanecer internado, por isso, não vinha podendo realizar outros tratamentos.

O estudante foi assaltado no dia 3 dezembro de 2006, em um bar no bairro da Mangabeira, Zona Norte do Recife. A bala que atingiu Marcos entrou pelo ouvido e alcançou a coluna cervical. Desde então, o estudante está imóvel e respirando por ajuda de aparelhos, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Português.

A família de Marcos moveu uma ação de responsabilidade civil por omissão de segurança contra o Estado e conseguiu que os R$ 279 mil gastos com a equipe médica, marca-passo, transporte aéreo e hospedagem dos médicos norte-americanos, Abbot Krieger e Lloyd Krieger que vieram realizar a cirurgia, fossem pagos pelo Governo do Estado.

Leia mais sobre: cirurgia inédita

    Leia tudo sobre: cirurgia inédita

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG