Estudante é morta em blitz policial em municipio baiano

A estudante Maysa Cordeiro Macedo, de 18 anos, morreu e seu namorado, Cássio Santos, de 21 anos, ficou ferido depois de a motocicleta na qual estavam ser alvo, na madrugada deste domingo, de disparos feitos por policiais militares durante uma blitz realizada no entroncamento de acesso ao município de Nova Canaã (BA), 490 quilômetros a sudoeste de Salvador, na rodovia BA-262.

Agência Estado |

De acordo com o coronel da PM Ivo Santos, a blitz tinha como objetivo identificar assaltantes que estavam agindo na cidade com motocicletas.

Pouco depois da 1 hora, os policiais teriam ordenado que três motos parassem para averiguação. Dirigindo a terceira moto, Cássio teria furado o bloqueio. Os policiais, então, teriam feito disparos para cima, como advertência, e iniciado uma perseguição, atirando.

Um tiro atingiu o pneu traseiro da moto, outro o pé de Cássio e um terceiro, as costas da estudante, que estava na garupa. Cássio foi medicado e liberado. Maysa foi socorrida, mas não resistiu ao ferimento. Ela foi enterrada na manhã de hoje.

De acordo com o coronel, foi encontrado um revólver calibre 38 com Cássio - que não conseguiu explicar o motivo de não ter parado na blitz e alegou não ter ouvido os tiros de advertência. Ele está detido na delegacia do município. Um inquérito foi aberto contra o policial que atirou em Maysa. A previsão é que o procedimento seja concluído em 30 dias.

Leia mais sobre: Bahia

    Leia tudo sobre: bahia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG