Estudante de psicologia mata namorado da ex em São Paulo, diz Polícia Militar

SÃO PAULO - Um estudante de psicologia matou com cinco tiros o namorado de sua ex, em São Paulo, afirma a Polícia Militar (PM) do 34º Distrito Policial. Segundo a polícia, ao ser detido, o suspeito confessou o crime. O crime ocorreu na casa da ex-namorada, no Jardim Peri Peri, zona oeste.

Redação |

O motivo, apontado pela ex-namorada, é que Santos não aceitava o fim da relação e nem o novo namoro dela.

A polícia afirma que já ouviu todas as testemunhas envolvidas no caso. De acordo com os relatos, o suspeito teria invadido a casa da ex-namorada e disparado cinco tiros contra o atual namorado dela, o mecânico Claudio Roseno de Oliveira Júnior, de 20 anos. Como estava encapuzado, não foi possível confirmar que se tratava do auxiliar administrativo e estudante de psicologia, Edson Thiago Moreira Santos, de 25 anos, o ex-namorado. Mas a ex-namorada afirma que reconheceu a voz. Oliveira Júnior morreu na hora.

A polícia afirma que encontrou o suspeito em frente à sua casa. Próximo dali, em uma casa abandonada, a polícia teria encontrado a arma utilizada, um revolver calibre 38. A Polícia afirma ainda que, ao conversar com a vítima, Moreira Santos confessou o crime.

O namoro entre o Moreira Santos e a ex-namorada teria durado cinco anos, diz a PM. Após o término, ocorrido no início deste ano, o suspeito teria ameaçado a ex-namorada diversas vezes. De acordo com a polícia, durante a noite de Natal, no dia 24 de dezembro, o homem teria prendido a então namorada no quarto e a ameaçado com uma arma, sem deixá-la participar do jantar com a família. A família da ex-namorada afirma que o suspeito sempre fazia ameaças mas não acreditava que um crime pudesse ocorrer.

    Leia tudo sobre: crimecrime passionalhomicídiosão paulo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG