O estudante de Medicina Diogo Nogueira Moreira de Lima, de 22 anos, foi preso em flagrante, no sábado, em uma casa na Praia de Arembepe, litoral norte da Bahia, acusado de pedofilia. No momento da prisão, ele estava acompanhado por três crianças, de entre 3 e 8 anos.

Ele as atraía convidando para jogar videogame em sua casa de praia. Segundo a delegada titular da 26ª Delegacia, Jamila Cidade, Lima disse em depoimento que queria fazer especialização em pediatria. Autuado por estupro de vulnerável, o estudante, que reside em Salvador, pode pegar pena de 15 anos de reclusão.

Segundo a delegada, Lima vinha sendo monitorado há pouco mais de uma semana, depois que a unidade recebeu uma denúncia anônima. Com ele, foram encontrados, além de camisinhas e produtos eróticos, vídeos e fotos nos quais o acusado aparece abusando de crianças. Lima confessou os crimes e a polícia suspeita que ele tenha abusado de 20 crianças nos últimos dois anos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.