Estrelas, família e fãs se reúnem para homenagear Jackson

Por Bob Tourtellote LOS ANGELES (Reuters) - A família de Michael Jackson e amigos próximos participaram de uma cerimônia privada num cemitério de Los Angeles nesta terça-feira, antes de partirem para um evento público em homenagem ao Rei do Pop com a presença de uma multidão de fãs e astros e estrelas.

Reuters |

Os cantores pop Mariah Carey, Usher e Jennifer Hudson vão se somar a veteranos do R&B como Smokey Robinson, Lionel Richie e Stevie Wonder, e também estão previstos no evento astros dos esportes como Kobe Bryant e outras celebridades.

Uma frota de veículos pretos levaram os pais e irmãos de Michael Jackson ao cemitério. O caixão com adereços de ouro foi mais tarde levado em um carro funerário ao ginásio Staples Center para uma cerimônia em sua homenagem.

Cerca de 18 mil fãs e amigos de Michael Jackson lotaram a arena esportiva e um teatro ao lado para acompanhar a cerimônia de duas horas em memória do cantor, que morreu em 25 de junho depois de sofrer uma parada cardíaca em sua mansão em Los Angeles.

Jackson, de 50 anos, morreu enquanto se preparava para uma série de 50 shows em Londres, após um longo período longe dos sites.

A polícia estima que mais de 250 mil pessoas vão lotar as calçadas em volta da arena para prestar seus respeitos finais ao cantor de "Thriller" e antigo membro do Jackson 5.

Vendedores ambulantes ofereceram camisetas do "Rei do Pop" por 10 dólares, assim como pôsteres, colares e luvas brancas enfeitadas com lantejoulas que tornaram-se a marca registrada de Michael Jackson.

Policiais adicionais estão de prontidão para controlar a multidão.

"OCASIÃO DE GRANDE IMPORTÂNCIA"

Steve Howard, morador de Glendale, Califórnia que ganhou um ingresso para o memorial no sorteio online, disse: "Esta é uma ocasião de grande importância, provavelmente tão grande ou ainda maior que quando Elvis Presley morreu."

"O impacto que ele (Jackson) teve sobre a música americana e mundial atravessou todas as fronteiras", disse Howard, que prevê que a cerimônia inclua apresentações de amigos de Jackson e outros cantores, além de discursos de homenagem.

A homenagem nesta terça-feira irá se concentrar no imenso feito musical de Michael Jackson, que em grande medida realizou-se antes do lado obscuro da vida do cantor, incluindo seu julgamento em 2005 e a absolvição em acusações de abuso sexual contra menores de idade.

Questões persistem sobre a causa de sua morte, que tem sido investigada por médicos legistas, pela polícia e pela polícia especializada em drogas entre relatórios de possível abuso de prescrição médica.

A custódia de seus três filhos está temporariamente nas mãos de sua mãe Katherine, mas a ex-mulher de Michael Jackson, Debbie Rowe, ainda não decidiu se pedirá ela mesma a custódia.

As estimativas dos custos do evento continuam a subir. A prefeitura avaliou os custos em quase 4 milhões de dólares e pediu aos fãs que façam doações, que podem ser deduzidas de seus impostos, para ajudar a financiar os custos. Restam dúvidas quanto a quem vai pagar pela segurança policial e serviços como banheiros portáteis.

Como outras cidades, Los Angeles está com escassez de verbas devido à recessão, e algumas pessoas opinam que dinheiro público não deveria ser usado para algo que, de certo modo, é um evento particular.

Mas a prefeita interina Jan Perry disse que a polícia e outros órgãos têm orçamentos de contingência para casos como este.

Cerca de 1,6 milhão de pessoas se cadastraram para o sorteio de ingressos online, que escolheu 8.750 pessoas que receberam dois ingressos gratuitos para o evento, e a polícia prevê a presença do lado de fora do Staples Center de muitas pessoas que não ganharam ingressos.

A cerimônia está sendo transmitida ao vivo pelas emissoras de televisão dos Estados Unidos, em cerca de 37 cinemas e divulgada na Internet.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG