Lost - Brasil - iG" /

Estreia hoje no AXN sexta e última temporada de Lost

Com apenas uma semana de diferença em relação aos Estados Unidos, estreia hoje a sexta e última temporada da série Lost. Antes do primeiro episódio, que vai ao ar às 21h, o canal a cabo AXN apresenta um especial que retoma os pontos principais da saga e ajuda a refrescar a memória de quem acompanha a fantástica história dos passageiros do voo 815. Para quem não conhece a produção, é uma chance de entender as questões centrais que fizeram de Lost um fenômeno mundial.

Agência Estado |

Filmada na ilha havaiana de Oahu, a trama acompanha a trajetória de 72 pessoas e um cachorro que sobrevivem à queda de um avião em uma misteriosa ilha. Com o passar do tempo, eles descobrem que estão em um território cheio de propriedades incríveis, como mudar de lugar e viajar no tempo. Além disso, a ilha é habitada por uma comunidade de homens e mulheres (batizada de "os outros") e já foi sede de uma grande empresa de pesquisa chamada Iniciativa Dharma.

Depois de inúmeras reviravoltas, uma pequena parte dos passageiros consegue deixar o local em um helicóptero. Mas os problemas da vida longe da ilha acabam reunindo o grupo novamente. Dispostos a retornar, seguem as orientações de Eloise, antiga líder dos outros, embarcam no voo 316 da Ajira e sem grandes explicações voltam à ilha. Para complicar ainda mais, eles chegam ao local separados por 30 anos de distância. Assim, Jack, Kate, Sayid e Hurley estão 1977. Enquanto Sun está em 2007, com Lapidus, Ben e Locke. O caso de Locke é ainda mais surpreendente: ele chega à ilha morto, mas ressuscita.

No final da quinta temporada, Jack acredita ter descoberto um jeito de evitar que o primeiro avião caia. A complicada solução envolve a explosão de uma bomba de hidrogênio em uma das casas da Dharma.

A nova temporada começa com uma investigação sobre o que aconteceu depois que o explosivo foi detonado. Mas, como não poderia deixar de ser, a resposta não é simples. Paralelamente, são apresentadas situações contrárias. Uma das sequências dá a entender que o plano deu certo. Nela, o grupo está de volta ao voo 815 e pousa calmamente em Los Angeles. Na outra, os personagens acordam e continuam em 1977. As aventuras do grupo que permanece em 2007 também são tratadas já no primeiro episódio.

Com tantas questões em aberto, resta aos espectadores acreditar que a dupla Damon Lindelof e Carlton Cuse, ambos criadores da série, será capaz de esclarecer todos os mistérios pendentes desde o início de "Lost", como as razões de Locke ter ressuscitado e qual a lógica das viagens no tempo.

    Leia tudo sobre: lostséries americanastv

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG