Estrategista de Obama evita falar da campanha de Dilma

SÃO PAULO - O estrategista responsável pela campanha online de Barack Obama, presidente dos Estados Unidos, Ben Self, desconversou hoje sobre uma eventual participação na candidatura da chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, à Presidência do Brasil em 2010.

Agência Estado |

"Não falamos sobre com quem temos contrato, sobre os clientes existentes ou possíveis. Respeitamos a privacidade deles. Vocês devem perguntar a eles", limitou-se a responder Self, após palestrar no seminário O Efeito Obama, em São Paulo. Segundo a revista "IstoÉ", Self teria fechado contrato em setembro para assessorar Dilma.

AE
Ben Self durante coletiva de imprensa em São Paulo
Indagado se gostaria de trabalhar na eleição brasileira de 2010, o estrategista disse: "O Brasil está numa situação política muito interessante e é também um mercado interessante. Vamos ter tempo de avaliar essa possibilidade."

Self se esquivou de informar até mesmo se conhece pessoalmente Dilma ou o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), potenciais candidatos à sucessão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Durante a palestra, ele chegou a brincar ao citar o nome dos dois. "Não sei bem quem são." Self apresentou à plateia um gráfico que mostra a frequência com que são buscados no Google os nomes de Dilma e de Serra. O nome do tucano era pesquisado com muito mais frequência do que o da petista. No entanto, o estrategista evitou analisar as estatísticas. "Os números não significam nada, é apenas interessante ver a diferença, mostrar as tendências locais."

Leia mais sobre: Dilma - Ben Self

    Leia tudo sobre: eleições 2010

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG