Estratégia contra gripe A em 2010 somará R$ 2,1 bi

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, afirmou hoje que o governo federal anunciará, até o final deste mês, toda a estratégia de combate à gripe A H1N1 em 2010, cujos investimentos somarão R$ 2,1 bilhões e que incluirá uma campanha de vacinação prevista para ser iniciada em março. A campanha pode ser antecipada, segundo ele, dependendo do cronograma de entrega do medicamento pela indústria farmacêutica.

Agência Estado |

Segundo o ministro, toda a estratégia de combate à doença será definida juntamente com a Organização Mundial de Saúde (OMS). O governo irá abrir uma licitação internacional para adquirir doses da vacina contra a gripe A H1N1, cuja quantidade ainda não foi definida. Além da licitação, o Instituto Butantan irá fornecer 18 milhões de doses de produção brasileira e o restante da demanda será coberto por meio de compra direta de produtores internacionais, de acordo com o ministro.

"Para eu poder calcular o número de doses necessárias, temos de definir que população será vacinada. Estamos neste momento em contato com a OMS para avaliar isso e até o fim do mês o Ministério vai anunciar ao País toda a estratégia", disse Temporão, que esteve em São Carlos (SP) para o anúncio de recursos federais para a ampliação do hospital-escola da cidade paulista.

Ainda de acordo com o ministro, a estratégia de combate à gripe A H1N1 envolve a formação de estoques estratégicos de medicamentos contra a doença, gastos em capacitação da população e em formação de profissionais, implantação de leitos de UTI, aquisição de equipamentos.

"Tudo está incluído na liberação de R$ 2,1 bi de crédito por Medida Provisória e a população poderá ficar tranquila, porque agora teremos uma vacina, que é eficaz e protege, e muda todo o cenário em relação a este ano", concluiu.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG