BRASÍLIA - Nas primeiras horas da Operação Corpus Christi, da Polícia Rodoviária Federal (PRF), não houve registros de acidentes graves ou de grande número de congestionamentos nas estradas que cortam os estados de São Paulo e Rio de Janeiro, além do Distrito Federal.

A assessoria da PRF, em São Paulo, informou que o ponto mais crítico da capital paulista é a Rodovia Regis Bittencourt, com um total de oito quilômetros de congestionamento registrados até o final da manhã. O trecho possui um afunilamento de pistas ¿ passando de faixa dupla para faixa única ¿ o que, segundo a assessoria, geralmente provoca a lentidão dos veículos.

O estado de São Paulo registrou, até o final da manhã, um capotamento na Rodovia Fernão Dias. O acidente aconteceu por volta das 8h30 e, segundo a PRF, não havia congestionamento no local. A assessoria acredita que pode ter ocorrido falha mecânica ou imprudência do motorista, que faleceu após a capotagem.

No Rio de Janeiro, as saídas têm movimento tranqüilo com exceção da BR-101 sul, que liga a capital carioca à região litorânea. A assessoria da PRF local informou que o trecho possui problemas de acesso e passa por obras de duplicação logo no início das pistas, o que gera transtornos e pouca fluidez no trânsito.

Na madrugada de hoje, uma colisão entre dois veículos de passeio na BR-101 Norte, que liga o Rio de Janeiro à região dos Lagos, provocou a morte de duas pessoas.

O único registro da operação da PRF no Distrito Federal, até o momento, foi a apreensão de um veículo roubado durante um assalto na cidade-satélite de Samambaia. Segundo a assessoria local, o Núcleo de Operações Especiais da PRF no DF abordou o veículo na BR-070. Houve troca de tiros. O motorista foi preso e o carro será devolvido ao próprietário na próxima segunda-feira (26).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.