Publicidade
Publicidade - Super banner
Brasil
enhanced by Google
 

Estilo pop de Marni e elegância exótica de Gucci seduzem Milão

Losangos, listras verticais e muitos quadrados exerceram, nesta quarta-feira, seu poder de sedução nas passarelas de Milão com o estilo gráfico e pop de Marni e com a elegância exótica de Gucci e sua mulher dinâmica e otimista.

AFP |

Com Gucci, a estilista romana Frida Giannini lança uma distinta aventureira, que carrega nas costas uma pequena mochila de couro de cobra e parte em um safári para os trópicos, com ingênua alegria.

"A mulher de 2009 viaja para um país tropical, não com a guerrilha, mas sim para a selva", afirmou a estilista, que disse ter se inspirado na polêmica jornalista e escritora Orianna Fallaci.

"Além de suas opiniões políticas, Fallaci era uma mulher com uma personalidade forte, muita elegância e temperamento, um modelo", elogiou.

A atmosfera tropical domina a nova coleção da Gucci, com divertidos vestidos de cores fortes, com jaquetas curtas e calças soltas que se estreitam na altura dos joelhos e se mantêm justas até os tornozelos. Os chapéus combinam com sensuais minissaias, shorts e jaquetas saarianas com um discreto estilo militar.

O fio condutor das criações de Consuelo Castiglioni para a casa Marni é a modernidade, com feltros adesivos, dando um efeito pop refinado que se combina perfeitamente com saias e túnicas retas.

Violeta, azul elétrico, amarelo e rosa explodem nas passarelas, com tailleurs de saia bem cortados, às vezes usados com cetim preto e acompanhados com adornos rombóides e tules verdes. Os boleros com lantejoulas, os couros coloridos, os colares usados como esculturas e as argolas gigantes complementam o estilo.

O estilista Roberto Cavalli se renova com seus longos vaporosos de musselina, alguns na cor água-marinha, outros de um forte rosado, com estampa de espigas e flores delicadas.

As saias curtas cobertas com pequenas faixas, feitas com materiais novos, brilhantes ou foscos, surpreendem por sua originalidade. Para a coleção de 2009, o estilista toscano propõe uma mulher "aparentemente casta e pura", que se apresenta com roupas inocentes e de gola alta, como se fosse uma colegial ingênua.

Para a noite, uma saia preta justa, com fenda na altura da coxa, ou uma calça, também preta, com pedraria inglesa, combinando com uma sexy camisa.

Antonio Marras dá um tom nostálgico à Semana de Moda, com a homenagem à escultora francesa Camille Claudel, reproduzindo suas estátuas de gesso e promovendo a leitura, em francês, de trechos de suas cartas.

O estilista da Sardenha, que trabalhou durante anos para Kenzo, escolheu um ambiente de final de século, recordando deliciosamente o passado, com vestidos curtos de seda bordados e um excesso de ombros nus e casacos enfeitados com pedras.

Amanhã, desfilam Versace, Fendi, Max Mara e Emilio Pucci.

kd/tt/LR

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG