Estiagem dificulta navegabilidade nos rios da Amazônia

Pelo menos dez rios estão com níveis abaixo da média, entre eles o Madeira, em Rondônia, e os rios Negro e Solimões, no Amazonas

Agência Brasil |

AE
Vista do município de Uarini, que está isolado em consequência da seca na bacia do Rio Solimões, no Amazonas, nesta quinta-feira
A falta de chuvas na Amazônia tem deixado rios da região com vazão abaixo da média e dificultado a navegação em algumas cidades. De acordo com a Agência Nacional de Águas (ANA), pelo menos dez rios estão com níveis abaixo da média, entre eles o Madeira, em Rondônia, e os rios Negro e Solimões, no Amazonas.

Por causa da seca e da redução da vazão, a navegabilidade dos rios fica comprometida. Como em algumas cidades o caminho fluvial é o principal meio de chegada de alimentos, o abastecimento é prejudicado. As restrições à navegação também atingem o transporte de passageiros e veículos.

De acordo com a ANA, além dos prejuízos à navegabilidade, a baixa na vazão também compromete a qualidade das águas, devido à grande quantidade de peixes mortos por causa da redução do nível dos rios.

Além dos rios Madeira, Negro e Solimões, a agência registra níveis abaixo da média nos rios Javari, Juruá, Japurá, Acre, Purus, Iça e Jutaí, todos na Bacia Amazônica.

    Leia tudo sobre: amazôniaestiagemrios

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG