Morre menino que teve o braço sugado por ralo de piscina em Goiás

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Garoto havia sido resgatado pelos Bombeiros após ter passado quase dez minutos no fundo de piscina de condomínio

Depois de três dias internado em estado grave, morreu na madrugada deste sábado (4) o menino Cauã Davi de Jesus Santos, de 7 anos, que se afogou depois que ficou preso no ralo de uma piscina de um condomínio de Caldas Novas, em Goiás. Internado desde quarta-feira (1), ele respirava com ajuda de aparelhos.

Divulgação
O conjunto aquático do Residencial Privé das Thermas, condomínio em que o menino Cauã Santos se afogou

O garoto havia sido resgatado pelos Bombeiros após ter passado quase dez minutos no fundo da piscina, de acordo com testemunhas, e chegou ao hospital sem sinais vitais.

O condomínio, que não se manifestou após o acidente, usa nas piscinas um sistema antigo de ralos. Cauã brincava no fundo de uma das piscinas do conjunto e teve o braço sugado pelo equipamento.

*Com informações da Agência Estado

Leia tudo sobre: Goiás

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas