Estados querem assegurar arrecadação, diz líder do PTB

O líder do PTB na Câmara, deputado Jovair Arantes (GO), disse hoje que o principal ponto de discussão da reforma tributária é a garantia de que os Estados menores não irão perder arrecadação. Segundo o líder, a preocupação é que esses Estados pequenos, como Goiás, que estavam crescendo por causa dos incentivos fiscais concedidos, passem a perder arrecadação com a aprovação da reforma.

Agência Estado |

Ele defendeu uma transição entre o fim dos incentivos fiscais e a entrada em vigor do texto a ser aprovado pelo Congresso.

Arantes disse que o objetivo da reunião entre líderes e os ministros da Fazenda, Guido Mantega, e das Relações Institucionais, José Múcio Monteiro, é tentar achar um ponto de equilíbrio. "Acredito ser possível termos um acordo", afirmou, ao chegar no Ministério da Fazenda para a reunião.

O líder do PR na Câmara, deputado Luciano Castro (RR), disse que um dos Estados que ainda se queixam do texto da reforma tributária é São Paulo. Segundo ele, por ser um Estado produtor, ele pode ser afetado com a mudança de cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). Mas o deputado acredita que essa é uma questão que pode ser contornada. Ele afirmou que a reunião de hoje vai permitir um ajuste com os ministros e o relator da proposta na Câmara, deputado Sandro Mabel (PR-GO), dos acertos finais para a votação do texto durante o mês de dezembro.

"A proposta está afinada com o governo e queremos concluir as negociações", disse. O vice-líder do governo, deputado Ricardo Barros (PP-PR), disse que a reunião servirá para saber se a base aliada ainda tem demandas. "Queremos saber se a base está confortável com o texto e se já dá para levar a plenário", disse.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG