pior e mais grave do que imaginávamos , diz Mendes - Brasil - iG" /

Estado policial era pior e mais grave do que imaginávamos , diz Mendes

SÃO PAULO - O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Gilmar Mendes, disse nesta sexta-feira, durante coletiva sobre o balanço das atividades da corte em 2008, que o Estado policial ao qual fez criticas ao decorrer do ano era pior e mais grave do que ele imaginava. De acordo com ele, a atuação em conjunto da Policia Federal (PF) e da Abin (Agência Brasileira de Inteligência) foi feita de forma anárquica e representa um risco para a sociedade.

Severino Motta - Último Segundo/Santafé Idéias |

"Em relação aos meus temores eu não errei, aquilo que ponteio sobre o Estado policial era pior mais grave do que imaginávamos. Nós não sabíamos da mistura de Abin com PF quando começamos a discussão, que havia tal descontrole nessa seara, que é ameaça para sociedade em geral, criando um supersistema de forma anárquica", disse.

Durante a coletiva, Mendes também rebateu críticas sobre a elitização da Justiça no Supremo. Ele alegou que a porção mais pobre da sociedade não consegue ter advogados de qualidade ou defensores públicos que levem suas demandas ao Supremo.

"Timbrar como tribunal de ricos é atitude leviana, maldosa irresponsável", disse. "Isso [garantir uma boa defensoria pública] é responsabilidade de todos, especialmente do Executivo".

Leia mais sobre: Supremo Tribunal Federal

    Leia tudo sobre: gilmar mendes

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG