O ranking dos melhores hospitais públicos e filantrópicos de São Paulo, segundo avaliação dos usuários, foi divulgado ontem pela Secretaria de Estado da Saúde. Entre os 35 mais bem avaliados, somente 3 são gerenciados diretamente pelo Estado.

Oito deles, inclusive os dois primeiros colocados, foram terceirizados para entidades privadas sem fins lucrativos por meio do modelo de Organizações Sociais de Saúde (OSS).

O primeiro colocado no chamado Provão do SUS foi o Hospital Estadual de Ribeirão Preto. Em segundo lugar ficou o Instituto do Câncer de São Paulo. Em nono, o Hospital Regional de Assis é o único representante da administração direta entre os dez mais.

A pesquisa ouviu 158 mil pacientes que passaram por internações e exames em 630 estabelecimentos conveniados à rede pública entre março de 2009 e janeiro de 2010. A secretaria não divulgou o ranking completo nem todas as informações referentes à metodologia. Segundo a Assessoria de Imprensa da pasta, a nota média foi 8,65 e a menor nota, 7,3.

Das instituições na lista das 35 melhores, a maior parte é entidade privada que presta serviços ao Serviço Único de Saúde (SUS), como Santas Casas e hospitais filantrópicos. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.