Londres, 8 dez (EFE).- Os amigos de George Michael estão preocupados com o estado físico e psicológico do cantor britânico, disse hoje David Furnish, o marido do músico e compositor inglês Elton John.

Em entrevista à "BBC", Furnish afirmou que são muitos os amigos comuns que "telefonam e dizem" que tanto ele como Elton "têm que fazer algo, porque George está em uma situação muito ruim".

"Só estamos reagindo ao que os amigos mais íntimos dele estão nos dizendo. Muita gente está dizendo isso a nós. É algo que ouvimos com muita frequência", declarou Furnish.

Os amigos de George Michael "nos dizem que estão preocupados com a saúde, o estado mental e o desânimo dele, e que, como Elton passou por isso e vive sóbrio há 19 anos, talvez tenha mais condições de ajudá-lo", acrescentou o marido do cantor inglês.

Furnish fez estes comentários depois que, no último sábado, George Michael deu a seguinte declaração ao jornal "The Guardian": "Elton tem que seguir em frente com sua vida (...). Ele não ficará contente até que eu bata à sua porta no meio da noite dizendo 'Por favor, por favor, ajude-me Elton, leve-me para a reabilitação'. Isso é algo que não vai acontecer".

O cantor britânico, de ascendência grega, admitiu publicamente que, no passado, se viciou em remédios e fuma maconha com frequência.

Ele chegou a revelar que fumava 25 baseados por dia. Mas, na entrevista ao "Guardian", declarou que reduziu o consumo nos últimos tempos e que agora só fuma de "sete a oito (cigarros de maconha) por dia".

Furnish acrescentou à "BBC"que "George tem que querer ser ajudado " e que, "se quiser ajuda", ele e Elton John não a negarão.

"Se não quiser, também é uma decisão dele, ou se acha que não precisa, tudo bem também", afirmou. EFE fpb/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.