Estado de Alencar é estável após retirada de tumores

SÃO PAULO (Reuters) - O vice-presidente da República, José Alencar, recupera-se após cirurgia de 17 horas para retirada de tumores na região do abdome realizada no Hospital Sírio Libanês entre as 9h de domingo e a madrugada desta segunda-feira. Ele está internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do hospital. Alencar, de 77 anos, respira por aparelhos e mantém os sinais vitais normais, com bom funcionamento do rim, informa o segundo boletim médico divulgado pelo hospital após a cirurgia.

Reuters |

O vice-presidente luta contra o câncer há onze anos e passou por inúmeras cirurgias. Já teve a doença na próstata e depois no abdome.

"Seu estado é estável e os médicos consideram que o paciente está bem, levando-se em conta o tipo de intervenção", diz o boletim.

A cirurgia realizada no retroperitônio (porção posterior do abdome) foi considerada de "alta complexidade", de acordo com o hospital. O vice-presidente e seus familiares foram avisados sobre a complexidade e os riscos do procedimento.

Foi feita a retirada de uma porção do intestino delgado, uma parte do intestino grosso e de dois terços do ureter (canal que leva a urina do rim à bexiga) --comprometidos pelo tumor.

O cirurgião-oncologista Ademar Lopes, que conduziu o procedimento, afirmou após a cirurgia, que foram retirados da parte posterior do abdome de Alencar, perto das costas, um tumor principal com aproximadamente 10 centímetros de diâmetro e cerca de dez tumores "satélites", próximos ao principal, de acordo com informações da Radiobrás.

Segundo o boletim, o ureter foi substituído por uma parte do intestino delgado, com a mesma função de ligar o rim à bexiga. O vice-presidente possui apenas o rim esquerdo, o que tornou a cirurgia ainda mais delicada.

Para tentar evitar o reaparecimento da doença, foi feita uma quimioterapia hipertérmica. Após a cirurgia, um cateter foi introduzido no abdome, por onde foi injetada uma solução quimioterápica aquecida a cerca de 40 graus centígrados. Ele está internado desde quinta-feira, preparando-se para a cirurgia.

Mineiro de Itamuri, município de Muriaé, Alencar é industrial do setor têxtil, fundador da Coteminas.

Fazem parte da equipe que assiste o vice-presidente, além de Lopes, o oncologista clínico Paulo Hoff, o cardiologista Roberto Kalil Filho e o urologista Miguel Srougi.

(Reportagem de Carmen Munari; Edição de Eduardo Simões)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG