¿Está pior do que em dia de chuva¿

Atendente da Defesa Civil de Salvador diz que o serviço de emergência recebeu inúmeras ligações informando sobre a falta de energia

Thiago Guimarães, iG Salvador |

Após apagão que atingiu pelo menos oito Estados brasileiros, a energia começou a ser restabelecida em Salvador por volta das 2h15 (horário de Brasília). Alagoas, Bahia, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Sergipe e Piauí foram afetados.

Segundo o presidente da Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf), Dilton da Conti, o blecaute pode ter sido causado por um problema na linha de transmissão entre as cidades de Sobradinho (BA) e Petrolândia (PE).

Defesa Civil

Em Salvador, o serviço de emergência da Defesa Civil informou que estava recebendo inúmeras ligações de pessoas informando sobre a ausência de energia em suas casas e questionando as razões do blecaute.

“Está pior do que em dia de chuva”, afirmou um atendente à reportagem do iG.

Segundo esse atendente, que não quis se identificar, as pessoas relatavam ainda dificuldades em contatar a Coelba (Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia) para esclarecimentos.

A Defesa Civil informou ainda que havia relato de ações de trombadinhas no bairro do Garcia, na capital baiana.

Redes Sociais

Pelo Twitter, o deputado federal Antônio Carlos Magalhães Neto (DEM-BA) cobrava um posicionamento do governo federal sobre o blecaute.

“Esperamos que a presidente Dilma Rousseff e o Ministério de Minas e Energia expliquem imediatamente à população o que está acontecendo. Os brasileiros não podem pagar o pato por problemas técnicos ou falta de capacidade daqueles que gerem o nosso sistema energético”, afirmou.

Polícia

A Polícia Militar da Bahia informou às 2h30 (horário de Brasília) não ter verificado aumento de ocorrências na capital baiana em razão do blecaute. Segundo a PM, a situação era “tranqüila” e o número de ocorrências na cidade estava na média de dias normais. Predominavam apenas relatos não-confirmados sobre a presença de suspeitos nas ruas.

Aeroporto

A Infraero (Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária) informou que as operações no Aeroporto Internacional de Salvador foram mantidas com o uso de geradores, o que evitou cancelamento de vôos. Houve, contudo, falta de iluminação em várias áreas do terminal.

    Leia tudo sobre: ApagãoSalvador

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG