Esposa de homem que atirou na família tem alta em SP

FRANCA - Valéria Gomes Freitas, de 37 anos, recebeu alta hospitalar na manhã desta quarta-feira da Santa Casa de Franca, no interior paulista. Ela é a esposa de Helder Massucato Rezende que atirou em seis membros da famílias - Valéria, a mãe Lourdes, de 74 anos, e os três filhos - na sexta-feira na casa das vítimas e em seguida se matou.

Agência Estado |

Segundo o neurocirurgião da Santa Casa, Sinésio Grace Duarte, Valéria ainda corre riscos de perder a visão do olho esquerdo. Os filhos Letícia, de 11 anos, e Alexandre, de 7, também morreram.

Júlia, a gêmea de Letícia, passou por cirurgia nesta terça  para descompressão do cérebro, mas ainda continua internada em estado grave no Centro de Terapia Intensiva (CTI) Infantil, respirando por aparelhos.

Todas as vítimas foram atingidas por tiros na cabeça. Após a constatação das mortes cerebrais de Letícia e Alexandre, a família decidiu doar os órgãos (rins, fígados, córneas e um pâncreas) das crianças.

No final da tarde de terça, o delegado Márcio Murari ouviu, informalmente, o depoimento de Valéria, ainda no hospital. Segundo Murari, ela disse que estava na sala quando Helder chegou e atirou, sem nada dizer. Ela pensou que ele fosse se despedir dela. Depois, de acordo com o depoimento ao delegado, a vítima só ouviu um barulho num dos quartos, mas perdeu a consciência.

No depoimento informal, Valéria disse que não sabe o que teria levado o marido a cometer os crimes. Ela confirmou ainda que Helder estava em depressão, tomando medicamentos, e bebia, mas negou saber do uso de drogas pelo marido, como afirmaram parentes e vizinhos.

    Leia tudo sobre: helder massucato

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG