posse de novos ministros nesta quarta-feira, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva elogiou o desempenho dos dez integrantes do governo que deixam seus postos para concorrer às eleições. Para o futuro da pré-candidata Dilma Rousseff (PT), afirmou que ela será mais do que chefe da Casa Civil." / posse de novos ministros nesta quarta-feira, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva elogiou o desempenho dos dez integrantes do governo que deixam seus postos para concorrer às eleições. Para o futuro da pré-candidata Dilma Rousseff (PT), afirmou que ela será mais do que chefe da Casa Civil." /

Esperança é a motivação de saída de Dilma do ministério, diz Lula

Em cerimônia de http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2010/03/31/o+ministerio+do+segundo+escalao+9444930.html target=_topposse de novos ministros nesta quarta-feira, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva elogiou o desempenho dos dez integrantes do governo que deixam seus postos para concorrer às eleições. Para o futuro da pré-candidata Dilma Rousseff (PT), afirmou que ela será mais do que chefe da Casa Civil.

iG São Paulo |


"Sua saída é um prejuízo para o país, mas a perspectiva é que você seja mais que a chefe da Casa Civil. A esperança é a motivação de sua saída", afirmou. Admitiu que a ex-ministra é "dura" no trato com as pessoas, mas amenizou ao afirmar que esta é uma das estratégias que as mulheres se utilizam para exercer o poder. "Ser um pouco dura é estaca que utiliza para exercer sua função" , afirmou.

"Pé no barro"

Em referência a seus rivais, o presidente disse que terão "de trabalhar que nem um desgraçado, e quem quiser me derrotar vai ter de trabalhar mais do que eu", disse. Sem citar nomes, o presidente afirmou que quem dorme até as 10h e busca apoio de formadores de opinião pública "terá de pôr o pé no barro para me derrotar" .

Durante o discurso, Lula disse que mais difícil do que se despedir de ministros que estão saindo porque querem, é demitir companheiros porque eles precisam sair. "Não nomeiem companheiros que vocês não podem tirar do governo". Lula mencionou que, em alguns casos, teve dificuldade maior para demitir alguns ministros, mas afirmou que só contará esses casos "quando estiver próximo da extrema-unção". Ele agradeceu cada um dos ministros

O presidente  conversará com os novos ministros  na segunda-feira.

(*com informações das agências Estado e Reuters)

Mais sobre o discurso de Lula:

Leia também:

  • Comando do PT prepara maratona para manter Dilma na vitrine eleitoral
  • Fora do governo, Serra cuida de palanques, de vice e percorre o país

    Leia mais sobre eleições 2010

    • Leia tudo sobre: eleições 2010

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG