Publicidade
Publicidade - Super banner
Brasil
enhanced by Google
 

Especialistas recomendam tratamento estético à noite

Especialistas recomendam tratamento estético à noite Por Vera Fiori São Paulo, 15 (AE) - Para conciliar agenda carregada e vaidade, mulheres acabam reservando a noite para rituais estéticos. Sorte delas, pois há muitos ganhos em termos de resultados.

Agência Estado |

"Esta é a melhor hora para usar cremes turbinados", explica a dermatologista Ligia Kogos, lembrando que não há interferências de agentes externos, como sol, poluição, vento, maquiagem e transpiração excessiva.

Embora não conclusivos, alguns estudos científicos sugerem que, à noite, haja uma maior absorção de nutrientes dos cremes antiaging (antienvelhecimento) noturnos. Isso porque, nesse período, há dilatação de vasos sanguíneos e liberação do hormônio GH, que atua no crescimento das crianças e na renovação celular dos adultos.

No entanto, a dermatologista lembra que horas insuficientes de sono "roubam" o colágeno. E que o estresse é um vilão para a pele. "Sem dormir, o organismo sinaliza picos de cortisol, hormônio relacionado ao estado de alerta. O resultado é pele envelhecida, inchaços e olheiras."

A maioria dos ácidos utilizados para combater manchas, pontinhos vermelhos e sardas é sensível à luz, podendo causar irritação. Assim, o período noturno é recomendado para os ácidos retinóico, glicólico, de frutas, láctico e hidroquinona. O mesmo aplica-se aos cremes de combate a rugas, com o hormônio estradiol, retinol (vitamina A) e ceramidas.

SEM LUZ SOLAR - Os cremes com vitamina C também são recomendados para a noite, pois não se deve tomar sol durante seu uso. Promovem um descanso para a pele, neutralizam os radicais livres, combatem a poluição e estimulam o colágeno, além de modularem a atividade da glândula sebácea.

O período noturno é indicado, ainda, para a hidratação dos pés, mãos, cotovelos e joelhos, com produtos à base de ureia e silicone. E se os cabelos estão fragilizados por química, é recomendado o uso de produtos nutritivos e sem enxágue, também de uso noturno.

Segundo a dermatologista, o pecado mortal é dormir com rímel. "O efeito é o mesmo de uma vassoura de piaçava cutucando os olhos." É feito com polímeros, um tipo de capa plástica que recobre os cílios. Para evitar irritações e pálpebras congestionadas de manhã, deve-se removê-lo antes de dormir, delicadamente, com algodão e um demaquilante oleoso.

CORUJÃO - A saúde é afetada quando se troca a noite pelo dia. "Nosso organismo foi programado para descansar à noite. Somos regidos pelo ciclo circadiano, que dura 24 horas e, nesse processo, o corpo é orientado pelos estímulos de luz, fazendo com que sejamos mais ativos durante o dia e mais relaxados ao anoitecer", explica o médico e educador físico Marco Túlio de Mello, que também é pesquisador do Instituto do Sono. Dormir, diz o especialista, faz bem para a memória e cognição, e fortalece o sistema imunológico, aumentando as defesas do organismo.

Segundo o especialista, a prática de exercícios perto da hora de dormir, por outro lado, pode provocar um adiamento do sono, não sendo recomendado aos insones.

ALIMENTAÇÃO - A alimentação pode contribuir para um sono de qualidade, bem-estar e pele com viço. Segundo a nutricionista Maria Gandini, da RGNutri, deve-se pensar como um todo: escolha de alimentos e prática de atividades físicas no decorrer do dia. "É importante observar o horário da última refeição e o que se coloca no prato à noite. Se a pessoa janta às 11 da noite e vai se deitar uma hora depois, isso é péssimo, pois sobrecarrega o sistema digestivo. Leva-se de duas a três horas para digerir uma refeição pesada."

Quanto às dietas radicais, segundo a nutricionista, quando se retira totalmente o carboidrato da alimentação, são comuns as queixas de sono ruim, porque cai a taxa de glicemia. O ideal é incluir alimentos integrais, que liberam no organismo glicose de forma lenta e gradual. Procure evitar o uso de produtos contendo cafeína (chá verde, chá mate, refrigerante, café) antes de se deitar. Além de serem estimulantes, bloqueiam justamente a fase do sono mais reparadora.


Como lembra a nutricionista, para induzir o sono, nada melhor do que aquela antiga receitinha da vovó: leite morno e mel. "O leite tem triptofano, um aminoácido essencial que produz serotonina." Peixes e nozes também são indicados.

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG