Tomar refrigerantes em excesso pode fazer mal ao sorriso. Dentistas alertam que o consumo dessas bebidas pode manchar os dentes, levar ao aparecimento de cáries e também provocar a erosão do esmalte.

"O refrigerante contém ácido fosfórico que destrói o esmalte do dente", explica a dentista Vivian Farfel. O esmalte não se recompõe e o dente fica desgastado, como se uma lixa tivesse sido passada nele, e também com manchas acastanhadas, além de mais sensível. Isso significa que é preciso restaurá-lo.

Não é preciso eliminar o refrigerante do cardápio, e sim consumi-lo com moderação, segundo a dentista Iara Hamaoka, consultora de Promoção de Saúde da OdontoPrev. "As alterações dependem de diversos outros fatores, como a frequência e a quantidade ingerida, os hábitos de higiene e os fatores individuais determinantes para maior ou menor risco." Restringir o consumo aos finais de semana é uma boa opção para evitar os excessos.

Além dos refrigerantes, é preciso também ter cuidado com energéticos e sucos de frutas cítricas, como limão, laranja e abacaxi, que podem levar à erosão dental. Alimentos ácidos, como picles e vinagre, também podem causar o problema, quando consumidos em grande quantidade. "Devido à sua acidez, podem causar a desmineralização do esmalte com mais facilidade", explica Iara. Uma saída para neutralizar os ácidos é tomar água após a bebida ácida. Também é necessário escovar bem os dentes, com creme dental com flúor.

Para evitar surpresas como a erosão dental, os especialistas aconselham passar por consultas periódicas, a cada seis meses. Mas se o problema já estiver instalado, o ideal é que seja diagnosticado no começo, para que seja feita uma restrição alimentar. O dentista vai avaliar o que precisa ser feito de acordo com cada caso.

Leia mais sobre: refrigerantes

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.