Especialista confirma em Londres que foto de mísseis iranianos foi retocada

Uma fotografia divulgada quarta-feira pelo Irã, como comprovação do sucesso do disparo de mísseis durante um teste, foi retocada para acrescentar um quarto, confirmou à AFP um especialista do International Institute for Strategic Studies (IISS), com sede em Londres.

AFP |

A foto, publicada pelos Guardiões da Revolução, mostra quatro mísseis que se elevam de um local não especificado do deserto iraniano, deixando em seu rastro uma nuvem de fumaça e pó.

A imagem - publicada pela Agence France Presse - ilustrava parte do lançamento pelo exército de elite do regime iraniano do que seria um total de nove mísseis, entre eles um Shahab-3 capaz de alcançar Israel.

Mas um dos quatro mísseis na foto foi, ao que parece, acrescentado, através da montagem com elementos tirados dos outros três, assim como a fumaça e o pó, estimou Mark Fitzpatrick, perito da IISS e ex-dirigente do Departamento de Estado americano.

"Parece realmente que o Irã retocou a foto para dissimular o que aparentemente foi um lançamento fracassado", declarou ele à AFP.

Segundo o canal de televisão em língua árabe Al Alam, estavam entre os mísseis um Shahab-3, com ogiva de uma tonelada com um alcance de 2.000 km, ou seja, o suficiente para chegar a Israel.

Mas Fitzpatrick estimou que isso é "muito pouco provável".

"O Shahab-3 possui normalmente um alcance de 1.300 km, que pode ser elevado a 2.000, mas isso suporia uma ogiva muito mais leve. É típico do Irã exagerar as capacidades de seus mísseis e de seu programa nuclear", estimou.

Anteriormente, vários fotógrafos e técnicos ouvidos durante o festival de fotos de Arles, sul da França, haviam opinado igualmente que a foto era uma montagem.

gj-app/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG