Quem gosta de história e adora um cenário repleto de magia pode preparar a pipoca e a caixa de lenços para a noite de hoje, quando poderá ser conferido o especial de natal da Globo, O Natal do Menino Imperador , dirigido por Denise Saraceni, que irá contar em flashback a história de d. Pedro II recordando a fase em que ele tinha nove anos, período em que era órfão de pai e mãe e ainda ostentava o título de Imperador Constitucional e Defensor Perpétuo do Brasil.

O especial vai ao ar hoje na Globo, logo após a novela A Favorita .

Para a construção do especial que conta no elenco com Sérgio Brito (d. Pedro II), Reynaldo Gianecchini (d. Pedro I) e Aracy Balabanian (Dona Mariana), a diretora Denise Saraceni explica que buscou ao máximo aproximar o telespectador da história do próprio País. "É difícil criar um universo lúdico e mágico com personagens reais. Mas, no entanto, desde o início eu optei por contar uma história para entrar no universo dessa ‘geraçãozinha’, que redescobre príncipes e princesas", diz a diretora, que revela que o maior desafio em toda essa empreitada é conquistar as crianças como telespectadores. "É difícil despertar nos pequenos a vontade de saber de nossos príncipes e mendigos. Sem dúvida é um grande desafio."

E como a história tem início com d.Pedro II já idoso, o autor Péricles Barros junto com Saraceni optou pelo uso do recurso cinematográfico do flashback para, assim, recontar a história do menino imperador. Diante dessa opção, a diretora viu a necessidade de contextualizar a vida de d.Pedro II a partir de uma narração. A escolhida para cumprir a tarefa foi ninguém menos que a atriz Fernanda Montenegro. "É um especial que não só reconta uma história. Além de retratar temas como amizade, fala diretamente da honestidade e da atenção que nós adultos temos que ter com as crianças. É tudo muito delicado", teoriza Fernanda.

Com o contraste do figurino de realeza e a simplicidade da narrativa, o ator Reynaldo Gianecchini, que interpreta d.Pedro I, jura que não só se emocionou com a história como se empolgou com o processo de caracterização. "Até minha postura mudou na pele de d.Pedro", brinca o ator. Para realizar todo o seu trabalho de transformação em realeza, Gianecchini diz que gastou duas horas. "Para quem vê na telinha, parece simples. Mas o trabalho, vou falar, foi intenso", destaca.

Apesar de o tema ser delicado “a história não terá um tom dramático”, garante a atriz Aracy Balabanian, que viverá a camareira-mor Dona Mariana. "A Mariana, por exemplo, será como uma mãe para o menino imperador, e será o símbolo do quanto se pode amar incodicionalmente uma criança, mesmo sem ser mãe", adianta Aracy. O ator Guilherme Weber fará o vilão Marquês de Itanhaém. As informações são do Jornal da Tarde.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.