Escrivão mata investigador na zona sul de SP

Uma discussão no interior de um bar, no número 179 da Rua José Carlos dos Santos Marques, a menos de 150 metros da delegacia do Jardim Herculano (100ºDP), zona sul de São Paulo, na noite desta terça-feira, terminou com a morte do investigador Coliston Araújo Toribio, de 45 anos, que trabalhava no mesmo distrito policial.

Agência Estado |

Baleado pelo escrivão José Raimundo Coelho, que também trabalha no 100ºDP, o investigador não resistiu aos ferimentos causados pelos dois tiros, na testa e no peito, chegando morto no Hospital Municipal Moysés Deutsch, no Jardim Ângela.

Após atirar contra o colega, Coelho caminhou até a delegacia, onde se entregou. A Corregedoria da Polícia Civil é quem dará prosseguimento no inquérito policial.

A discussão entre os dois policiais começou por volta das 21 horas no interior do bar. Era aniversário de Araújo, que havia completado 45 anos nesta terça-feira. Não se sabe ainda o motivo da briga. Irritado, o escrivão foi até a delegacia, pegou uma arma e voltou para o estabelecimento comercial, onde atirou contra o investigador, que morava ao lado do bar.

    Leia tudo sobre: assassinatosão paulo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG