símbolo da luta contra a censura se reunem na Colômbia - Brasil - iG" /

Escritores símbolo da luta contra a censura se reunem na Colômbia

Escritores vítimas da censura e intolerância, como Salman Rushdie, estarão a partira da próxima quinta-feira no balneário colombiano de Cartagena, Colômbia, onde compartilharão suas experiências no Hay Festival (Tem Festival), que atrai centenas de intelectuais e artistas.

AFP |

O britânico-indiano Rushdie - intelectual cuja fama transcendeu à literatura em 1989, quando o aiatolá iraniano Khomeiny pôs sua cabeça a prêmio pela visão que apresentou do profeta Maomé em seu romance "Versos satânicos", será um dos principais convidados a este evento, inaugurado em 1988.

Rushdie terá a companhia do polêmico britânico Martin Amis, que tem curiosos pontos de vista sobre o Islã, o crítico irlandês Roman Bennet, perseguido pela coroa inglesa na década de 70 sob a acusação de ter colaborado com o Exército Republicano Irlandês (IRA).

Outro destacado convidado para esta edição do "Hay Festival" é o romancista americano Nathan Englander, rejeitado pelos membros ortodoxos do judaísmo por seus contos "For the Relief of Unbearable Urges" (Para alívio dos impulsos insuportáveis).

Também virá o americano de origem dominicano Junot Díaz, vencedor do prêmio Pulitzer 2008 por seu romance "A maravilhosa vida breve de Oscar Wao".

O compositor e cantor espanhol Miguel Bosé e o colombiano Juanes, músico pop vencedor do Grammy Latino e vendedor de mais de cinco milhões de discos na Europa, Japão e América Latina, dissertarão sobre a relação entre a música e os projetos altruístas.

O "Hay Festival" nasceu em 1988 na população inglesa de Hay-on-Way e reúne escritores, músicos, artistas plásticos e especialistas em comunicação que refletem sobre suas atividades, mas desde 2006 o evento é realizado no histórico balneário do Caribe colombiano.

sab/nh/yw

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG