Escritor português Lobo Antunes é premiado na Feira do Livro de Guadalajara

O escritor português Antonio Lobo Antunes recebeu neste sábado o Prêmio Literatura da Feira Internacional do Livro (FIL) de Guadalajara (oeste do México), dando início a nove dias de festa literária com uma oferta de 300 mil trabalhos de mais de 500 autores.

AFP |

O escritor lisboeta, de 66 anos, foi homenageado pela ampla obra na qual destaca "seu estilo pessoal e o diálogo intenso com a literatura latino-americana", descreveu María Luisa Blanco, presidente do júri encarregado de conceder o prêmio, de 150.000 dólares.

O romancista e psiquiatra português Antonio Lobo Antunes foi, também, o vencedor do Prêmio Camões de Literatura, concedido no ano passado por um júri formado por Letícia Malard e Domício Proença (Brasil), Francisco Noa (de Moçambique), João Melo (Angola), Fernando Martinho, Maria de Fátima Marinho (Portugal).

É autor de 15 livros, quatro deles lançados no Brasil pela Objetiva: "Boa Tarde às Coisas Aqui em Baixo", "Conhecimento do Inferno", "Memória de Elefante" e "Os Cus de Judas", o mais vendido.

Antonio Lobo Antunes nasceu em Lisboa, em 1 o de Setembro de 1942. Esteve destacado em Angola, entre 1970 e 1973, durante a fase final da Guerra Colonial portuguesa. A sua experiência de guerra inspirou muitos dos seus livros. Retornando a Portugal, trabalhou no hospital psiquiátrico Miguel Bombarda, em Lisboa.

Foi militante da APU (Aliança Povo Unido - coligação liderada pelo Partido Comunista Português) em 1980. Atualmente, vive em Lisboa.



    Leia tudo sobre: literatura

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG