NOVA YORK ¿ Morreu nesta terça-feira (27), aos 76 anos, o escritor norte-americano John Updike, vencedor do prêmio Pulitzer, prolífico autor de cartas e cronista erudito de histórias de sexo, divórcios e outras aventuras nos Estados Unidos pós-guerra.

Updike tinha câncer de pulmão / AP

Morador da cidade de Beverly Farms, em Massachusetts, Updike sofria de câncer de pulmão, segundo seu editor, Alfred A. Knopf. Presença frequente nas listas de best-sellers, o autor escreveu romances, contos, poemas, críticas e ensaios, além de um livro de memórias ("Consciência à Flor da Pele").

Desde a década de 1950, quando iniciou sua carreira como colunista da revista "New Yorker", Updike publicou mais de 50 obras. Ganhou o Pulitzer duas vezes, por "Coelho Cresce" e "Coelho Cai", últimos volumes da tetralogia protagonizada pelo personagem Harry Angstrom. Um de seus maiores sucessos foi o romance "O Sabá das Feiticeiras", adaptado para o cinema como "As Bruxas de Eastwick".

Além do Pulitzer, Updike venceu diversos outros prêmios literários, entre eles o prestigiado National Book Awards. Apesar do sucesso de público e crítica, morreu sem ser contemplado com o Nobel de Literatura.

Leia mais sobre: John Updike

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.