Escritor inglês Edward Upward morre aos 105 anos

LONDRES ¿ O escritor inglês Edward Falaise Upward, que fez parte do mesmo grupo de W.H. Auden, Stephen Spender e Christopher Isherwood, pela união entre literatura e militância política, morreu em 13 de fevereiro, aos 105 anos, informa hoje o jornal The Guardian.

EFE |

Após estudar no prestigioso Corpus Christi College, de Cambridge, filiou-se em 1932 ao Partido Comunista, ao qual seguiria sendo fiel até 1948, quando o abandonou por considerar que sua política de apoio ao trabalhismo havia deixado de ser revolucionária, mas seguiu considerando-se marxista.

Seu primeiro romance, "Journey to the Border" ("Viagem à Fronteira"), lançado em 1938, descreve a rebelião de um tutor privado contra seu patrono e o mundo ameaçador dos anos 1930.

Ele só voltaria a publicar um livro em 1962, quando lançou "In The Thirties" ("Nos Anos 1930"), primeiro volume de sua trilogia "The Spiral Ascent", completada por "The Rotten Elements" (1969) e "No Home but the Struggle" (1977).

De caráter semiautobiográfico, a trilogia, considerada sua obra mais importante, trata da luta de um escritor por combinar a criatividade artística com o compromisso político, uma constante em toda sua corrida.

Em meio a ela, Upward publicou, em 1969, sob o pseudônimo de Allen Chalmers, seu conto mais famoso, "The Railway Accident" ("O Acidente Ferroviário"), que escrevera 40 anos antes.

    Leia tudo sobre: literatura

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG