Escolas paulistas irão adotar modelo educacional de NY

A Secretaria de Estado da Educação de São Paulo e a Fundação Itaú Social lançaram hoje um projeto-piloto na área educacional que pretende adotar nas escolas estaduais paulistanas o modelo educacional dos centros de ensino de Nova York, após uma reforma instituída na área em 2001. O projeto prevê o desenvolvimento, entre 2009 e 2012, de experiências nas áreas de gestão e monitoramento do rendimento escolar em dez instituições de ensino de São Paulo, localizadas na zona leste da cidade.

Agência Estado |

A coordenação técnica do projeto será responsabilidade do Instituto Fernand Braudel que, desde 2007, realiza pesquisas de campo para analisar a reforma escolar empreendida em Nova York nos últimos oito anos.

Para o programa, foram selecionadas dez escolas da Diretoria Leste 3: Aquilino Ribeiro; Dr. Décio Ferraz Alvim; Haydeé Hidalgo; Jardim Dom Angélico; Jardim Wilma Flor; Paulo Sarasate; Recanto Verde Sol; Sebastião Faria Zimbres; Sumie Iwata; e Vila Bela. Serão investidos nessas instituições de ensino programas de fomento à boa gestão público, por meio da parceria com o setor privado, à formação de professores e ao maior envolvimento dos pais na trajetória escolar de seus filhos.

O projeto passará por avaliação que acompanhará a frequência de professores e alunos, a rotatividade e absenteísmo dos professores, o número de incidentes de indisciplina e violência dentro da escola e a percepção de alunos, pais, professores e diretores sobre o ambiente escolar. Também será realizada uma avaliação econômica do projeto para mensurar seu retorno econômico. Caso o projeto revele melhoras nas instituições de ensino em que for aplicado, o governo do Estado pretende levá-lo a todas as escolas estaduais do município de São Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG